OS IDOSOS E AS ACTIVIDADES DE LAZER

Um estudo de ROSA MARIA LOPES MARTINS

* Docente da Escola Superior de Saúde e investigadora do Centro de Estudos em Educação, Tecnologias e Saúde (CI&DETS) do Instituto Politécnico de Viseu

“A prática e o desenvolvimento de actividades de lazer têm-se revelado na vida dos homens como um factor de crucial importância. O lazer, além de contribuir para um melhor estado de espírito dos cidadãos, pode, no caso dos mais velhos, amenizar os efeitos decorrentes do processo de envelhecimento.

Contudo, os idosos parecem não atribuir ao lazer grande importância para as suas vidas e, quando isto não é vivenciado, as causas prendem-se com a falta de condições e/ou oportunidades. Mas é através de actividades espontâneas e naturais que podemos perceber a relação entre o indivíduo e o lazer, bem como a influência deste na auto-realização e na melhoria da qualidade de vida.

Nesta perspectiva, pretendíamos identificar o tipo e intensidade de actividades de lazer praticadas pelos idosos, residentes no domicílio ou em instituições, bem como predizer a sua influência na qualidade de vida.

A pesquisa concretizou-se através de um estudo epidemiológico transversal do tipo descritivo e centrou-se numa amostra de 673 idosos, residindo 336 no seu domicílio e 337 em instituições.”

bigstock-Senior-couple-on-country-walk-34032203

Veja o estudo aqui

http://www.ipv.pt/millenium/Millenium38/16.pdf

Captura de ecrã 2015-10-11, às 10.58.53