Idosos de Viseu disponíveis para acolher estudantes universitários a troco de companhia

10fedd9e-7d93-4ead-8035-94e5cfa8fdcd_LARGEO presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, disse hoje que estão identificadas quatro casas de munícipes seniores dispostos a acolher estudantes do ensino superior a um custo reduzido, em troca de companhia.

O município lançou no ano passado o programa “Viseu Aconchega”, através do qual idosos que vivem no centro histórico da cidade acolheriam os estudantes, mas estes não manifestaram interesse.

“Continuamos empenhados em implementar o ‘Viseu Aconchega’, numa edição experimental”, afirmou o autarca, considerando que estão criadas as condições para que isso aconteça este ano letivo.

Almeida Henriques frisou que este programa “ajuda à inclusão de estudantes e de idosos no contexto do dia-a-dia, fomentando uma relação intergeracional”.

“A Federação Académica de Viseu (FAV) tem aqui um especial papel de promoção da medida e na identificação de potenciais interessados”, afirmou, durante a conferência de imprensa de apresentação do cartaz da Receção ao Caloiro.

O presidente da FAV, Diogo Francisco, explicou que no ano passado houve contactos nesse sentido junto de alunos que recebem bolsa no âmbito da ação social, mas “não houve disponibilidade” da parte deles para irem viver com os idosos.

Almeida Henriques mostrou-se otimista de que este ano o problema será ultrapassado, salientando as vantagens para as duas partes.

“Estou convencido de que, se houver uma boa experiência com dois ou três, isto se dissemina. Nalguns destes casos estamos a falar de pessoas que vivem sozinhas e que, se passarem a viver com um estudante, pelo menos têm o aconchego de, se se sentirem mal durante a noite, terem um quarto ao lado onde bater”, referiu.

No caso dos estudantes, têm um alojamento a baixo custo ou até de graça, se for esse o entendimento do idoso.

“A autarquia e a FAV não fixam preços, põem o estudante em contacto com a pessoa e até se pode dar o caso de ela não cobrar a troco da companhia”, frisou.

A Receção ao Caloiro em Viseu será de dia 23 a 27, ou seja, entre uma sexta e uma terça-feira, aproveitando o fim de semana “para os estudantes não faltarem às aulas”, justificou Diogo Francisco.

O cartaz, cujo orçamento se situa entre os 20 e os 25 mil euros, inclui a atuação dos Blasted Mechanism, Carlão, Ninja Core, Diego Miranda e Quina Barreiros.

A Receção ao Caloiro será apoiada pela Câmara através da isenção de taxas municipais aos eventos e da cedência gratuita do Pavilhão Multiusos.

A autarquia pretende que, além de “a melhor cidade para viver”, Viseu seja também “a melhor cidade para estudar”, dando, por isso, continuidade a iniciativas de inclusão dos estudantes.

Neste âmbito, pelo segundo ano, organizará um evento de boas-vindas e acolhimento aos caloiros, distribuindo-lhes um “kit” que inclui um mapa, uma insígnia para capa e uma t-shirt.

Fonte: Diário Digital com Lusa